Bem vindo(a)!

Se adoras séries norte-americanas, gostas de estar a par das ultimas noticias, conhecer novas séries e conhecer novas pessoas e dar a tua opinião, então este é o site ideal para ti.

Faça login para poder acessar por completo nosso fórum!

Faça parte da familia «Séries Completas» entre e registra para se mas um membro da Familia

Abraço a todos que visitam nosso fórum.
Hugodf1, administrador do fórum.

Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

So You Think You Can Dance (6.17/18) – Top 12 shines & Finally “THE” Top 10

Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

Admin

avatar
Administração
Administração
Finalmente chegamos ao momento mais aguardado de toda a temporada (com excessão da final). Vale ressaltar algumas questões antes de apresentar o mais diversificado Top 20 da história de So You Think You Can Dance. Quando os produtores juntamente com a FOX decidiram alterar o formato do programa para o fall season, criou-se certa expectativa em como eles manteriam o nível de excelência que vinham apresentando, pois mesmo não sendo um programa com a proporção e captação de audiência como o Dancing With The Stars, SYTYCD prova a seis anos que é capaz de trazer a diversidade, aprendizado, superação e o mais importante de tudo isso: crescimento pessoal. Acompanhei alguns reality shows mas nunca vi um que me proporciou tantas sensações. É gratificante compartilhar as opiniões e críticas a cada competidor e ao programa de uma forma geral.

Let the party begins e assim conheceremos ao final deste oss 10 finalistas do programa, aqueles que estarão cada vez mais próximos do grande finale mas que também já tem suas vagas garantidas no Tour SYTYCD Season 6, que percorrerá diversas cidades americanas. Tenho sempre expectativas ao se tratar deste programa em particular, uma por que é meu reality show favorito e outra é que ele esteve “diferente” do que estava habituada. Consigo visualizar que de fato este formato possa ser o ideal e que com o passar do tempo, mesmo com quedas na audiência, SYTYCD continue a ser apreciado pelo trabalho genuino e de bom gosto que apresenta aos seus telespectadores.

Couple # 1 - Ellenore & Ryan
Dance #1 – Lindy Hop por Carla Heiney
I’ve Got To Be a Rug Cutter” – Boilermaker Jazz Band

Com um fundo interativo, esta dupla mostra novamente por que deve ser considerada uma das mais promissoras desta temporada. Numa coreografia energica e divertida, os dois entram no clima do Lindy Hop, parecendo estar na Nova Iorque dos anos 20/30, onde este estilo popular começou a se espalhar. Ryan cada vez mais consegue dismistificar a imaginem de Ballroom Dancer e Ellenore consegue trabalhar mais sua “personalidade peculiar”, usando-a a seu favor e talvez assim consiga mais adeptos. Ponto alto para o intenso sincronismo e rapidez dos movimentos, nesta bem elaborada e executa coreografia.
Nota: B

Dance #2 – Broadway por Spencer Liff

Razzle Dazzle” – from Chicago

Totalmente abençoada a vinda de Spencer para o programa, pelo menos posso esquecer as horrendas coreografias Broadway feitas pelo “Aquele Que Não Deve Ser Nomeado”. Totalmente teatral, busca no clássico a boa e tradicional fórmula marcante deste estilo. Consegue transformar a dupla de forma caricata e não fazê-los personagens caricatura. Dinâmica presente, ele como o “Mestre das Marionetes”, o que calhou perfeitamente o jeito excêntrico de Ellenore e destacou a masculinidade e dominância de Ryan. Ela finalmente ganha elogios totalmente a altura de sua qualidade e é considerada a “It Girl” do momento.
Nota: A-

Couple #2 -Kathryn & Legacy

Dance #1 – Jazz por Sonya Tayeh

So Deep” – Hot Chip
Que dupla é essa? Toda semana faço a mesma pergunta e me fogem palavras para falar do meu segundo casal favorito desta fase. Sonya estava iluminada neste e traz uma de suas melhores coreografias e histórias. Explora as habilidades mutantes de Legacy e as funde com a expressividade técnica sobre-humana de Kath. Sensual, intrigante e selvagem, mostra um homem bestial que não consegue se controlar e nem ficar longe de sua mulher. Legacy é sem dúvida a grande zebra da temporada, pois muitos não dariam uma semana a ele depois de tudo que teve que enfrentar durante a Vegas Week. Kath da mesma forma era uma sombra perante os outros contemporâneos do programa e também a sua forma, conseguir calar a todos, mostrando-se a melhor lady na competição.
Nota: A
Dance #2 – Viennese Waltz por Jean-Marc Généreux and France Généreux


Your Guardian Angel” – The Red Jumpsuit Apparatus
Mesmo com os jurados criticando um pouco a coreografia, alegando que não foi tão sensível e marcante quanto eles esperavam, eu confesso que gostei e muito do resultado desta belissima valsam ainda mais considerando que ela é conduzida através de uma música pela qual sou simplesmente apaixonada. Jean-Marc retorna ao programa americano para co-coreografar com sua esposa e cria este “conto” de uma mulher que age como um anjo na vida de um homem, guiando e orietando-o. Simbologia da inversão dos papéis, onde normalmente o condutor é o homem. Apesar das falhas técnicas ainda é admirável ver o quanto Legacy monstruosamente cresce no programa e ao lado de Kath, que de fato colaborou e o fez crescer proporcionalmente.
Nota: A-


Couple #3 – Karen & Victor

Dance #1 – Tango por Tony Meredith and Melanie LaPatin

Montserrat” – Orquesta del Plata
Confesso que me surpreendi com esta nova parceira, pois após perderem seus parceiros, estes se juntam para provarque ainda merecem disputar uma vaga no Top 10. Tony e Melanie desenvolvem uma rica performance, que não busca muito o “fogo e intensidade” do verdadeiro Tango mas que para estes doi parece funcionar melhor através da estética de uma coreografia mais mais técnica. Victor surpreende na forma com que conduz Karen e toda sua postura do começo ao fim. Ela mostra uma presença que rendeu até uma comparação a cantora/atriz J.Lo, que alias a Karen me faz lembrar fisicamente.

Nota: B-
Dance #2 – Hip-Hop por Laurie Ann Gibson

Moving Mountains” – Usher
Realmente não moveram nenhuma montanha, pelo contrário somente afastaram a boa impressão que estavamos deles com o Tango. Hip Hop não os serviu bem e muito a quase nada criativa coreografia de Laurie, que as vezes acerta mas que pecou nesta. Sincronia não esteve presente, muito menos a química necessária para o balanço e gingado da canção. Melhora no meio da coreografia mas a escolha música parece não acompanhar os “movimentos agressivos” propostos.

Nota: C


Couple #4 – Mollee & Nathan
Dance #1 – Hip-Hop por Jamal Sims

Ring-a-Ling” – Black Eyed Peas

As vezes acho que estão tentando facilitar a vida do casal mais ternurinha que o programa já teve. Desta vez eles tiram do chapéu o Hip Hop de Jamal Sims, muito mais jovial e “bem casada” ao estilo e personalidade adorável de ambos. A escolha da música foi acertada, porém a coreografia em si não apresentou grandes riscos, ficando somente no “playing safe” que normalmente os jurados mencionam.
Nota: D

Dance #2 – Can-Can por Tyce DiOrio

Cancan Suite” – Offenbach/Ponchielli

Sinceramente como algum produtor executivo ou simplesmente alguém que entende nem que seja o mínimo de dança, pode autorizar esta criatura a inserir o Can Can como um estilo para SYTYCD. Totalmente desconcertante, primeiro: ver um cara dançando Can Can, segundo: alguém elogiar a coreografia e terceiro:por que não eliminam o “Aquele Que Não Deve Ser Nomeado” do programa? Eu daria facilmente um cartão vermelho a ele, pois agora que está a parecer que Broadway não ficará mais sobre sua “maestria criatividade”, começaram a aceitar estilos absurdos para ele “coreografar”. A única coisa que valeu a pena ver foram os giros impecáveis de Nathan no centro do palco, que mesmo perfeitos não se encaixavam na “coreografia”.
Nota: E-




Couple #5 – Noelle & Russell

Dance #1 – Samba por Tony Meredith and Melanie LaPatin

Hips Don’t Lie” – Shakira
Usamos um termo aqui no Brasil chamado “vergonha alheia” e este sentimento que me definiu ao ver Noellee e Russel usando os “Hips” neste Samba. A coreografia era boa, a idéia razoável porém foi extramente desconfortável vê-los “tentarem” ser sexy’s e o mais importante de tudo isto: parecerem estar realmente juntos, num estilo de dança que só pode funcionar bem se o homem conduz a mulher de forma satisfatória e também se a mulher desempenha seu papel, esbanjando feminilidade e sensualidade. Novamente, vergonha alheia.
Nota: E

Dance #2 – Contemporânea por Tyce DiOrio
A Case of You” – Diana Krall
Fiquei mais aliviada com esta, na qual a dupla se saiu muito melhor e olha que devemos levar muito em consideração quem fez a coreografia. Sim, “Aquele Que Não Deve Ser Nomeado”. Noelle e Russel apresentam intensa conexão, do começo ao fim nesta belissima “pintura de corpo”, como o próprio criador a denomina. Os dois mostram comprometimento a rotina e uma força sobrenatural, após um terrível início nesta noite com o Samba. Ótima qualidade de movimentos, com linhas e extensões muito expressivas. Claro que irei admitir que o conceito e a coreografia foi muito bem feita e foi legal ver a Katee (Season 4) de assistente nas aulas.

Nota: B

Couple #6 – Ashleigh & Jakob
Dance #1 – Lyrical Jazz por Sonya Tayeh

Time Flies” – Lykke Li

Fico totalmente sem palavras, mas elas acabam por vir, pois estes dois são de fato a revelação suspresa mais agradável que tive desde que começei a assistir SYTYCD. Ele não é surpresa alguma, pois desde o primeiro momento que bati o olho e o vi fazendo aqueles saltos e elevações de pernas, senti que seria brilhante. Ela, totalmente injustiçada, foi alvo de minhas críticas durante a Vegas Week. Juntos, formam a melhor parceria desta temporada, o casal que mais se conectou e que sempre entregou performances excepcionalmente grandiosas. Sonya escolheu a música perfeita e explorou com maestria a qualidade visível dos dois e não mais surpreendente, pois Ash mostrou a tempos que é uma dançarina completa, que tem começo, meio e fim e que possui qualidade de movimentos difíceis de se encontrar numa Ballroom Dancer. Fica a ela todo meus parabéns da noite! Jakob, o que falar deste menino lindo. Perfeição poderia ser seu nome do meio, me cativa a cada instante e será realmente estranho vê-lo dançar com outra parceira.
Nota: A
Dance #2 –
Cha-Cha por Jean-Marc Généreux and France Généreux

Cha Cha Heels (Ralphi Rosario Radio Edit)” – Rosabel feat. Jeanie Tracy

Se na anterior Ash incorpora um estilo mais familiar a Jakob, nesta Jakob incorpora um estilo mais familiar a Ash. Que fantástica coreografia do casal Génereux, que se afastou da versão americana desde que ele assumiu a liderança da filial canadense de SYTYCD. O mais interessante numa parceira é quando um consegue “mutar-se” no outro, ou seja, tanto Jakob quanto Ash puderam aprender juntos e trocar experiências, o que fica comprovado na maturidade e segurança que eles terão daqui pra frente durante a competição. Voltando para a coreografia, os movimentos obrigatórios e o uso da cadeira foram muito bem pensados, nesta disputa de sexos que por fim é vencida por Ash, mas pensando em termos de competição eles já são vencedores para mim e os vejo facilmente no Top 4, diretamente disputando o prêmio maior.
Nota: A-
LET THE CUTS BEGINS…
Podemos perceber claramente algumas coisas: Karen sempre presente entre as menos votadas, independente de quem ela dançe. O público finalmente consegue “dismistificar” a imagem adorável do casal ternurinha e agora parece votar realmente na qualidade, deixando-os pela terceira vez entre os menos. Porém a grande injustiça da noite foi Ellenore e Ryan entre os menos, local que facilmente colocaria Noellee e Russel, que tiveram a primeira apresentação horrenda e a segunda mediana beirando ao bom caminho. Sinceramente deve ter sido uma margem muito pequena de votos, pois visivelmetne que a querida ET e perfeccionista foram um dos destaques da noite.
Os menos votados desta semana:

1 – Karen & Victor
2 – Mollee & Nathan

3 – Ellenore & Ryan

BYE BYE, SO LONG AND FAREWELL TO……………….

Posso dizer que: Finalmente a Karen foi embora. Esta me impressionou somente nas duas primeiras semanas e depois nada veio a acrescentar, a não ser sua cara sem expressão e seu apelo sexy, que de fato foi a consideração dos jurados para mantê-la a cada semana, mesmo com sua constante presença no “paredão da dança”. Victor infelizmente estacionou como dançarino, pois de fato é um excelente porém cai no mesma categoria de Nathan, não sobe um “degrau na escala”, enquanto Jakob e Legacy desparam rumo ao topo. Com isto sua escolha foi acertada, não por ser péssimo e sim por não conseguir desenvolver-se na jornada, mas de fato ele era uma das melhores personalidades entre os 12 que restaram.



The best of….

1 – Ash & Jaks

2 – Kath & Legs

3 – E.T-enore & R- perfection

Best lady…


Kath

Best dude…


Ryan
No próximo veremos a competição realmente “pegar fogo”.


_________________
http://seriescompletas.forumeiros.net

Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum